Especial Carnaval: a voz não pode faltar!

A poucos dias do Carnaval, e os foliões já estão em ritmo de festa!

É hora de dançar, pular, sorrir e cantar. Mas alguns excessos na comemoração podem comprometer a saúde de sua voz, ocasionando a disfonia, mas conhecida como rouquidão.  E para falarmos sobre esse assunto, o Dr. Arnaldo Tamiso, médico otorrinolaringologista do Hospital Paulista, nos orienta sobre os cuidados que podemos tomar em meio a folia.

Relativamente comum quando gritamos ou abusamos da voz, a rouquidão pode durar alguns dias até desaparecer por completo. “Mas devemos nos atentar e procurar a ajuda de um médico otorrinolaringologista, se passados mais de uma semana e os sintomas não desaparecerem”, enfatiza o especialista.

Causada principalmente por esforço vocal e/ou por gritar, a disfonia, também pode ocorrer por meio de vírus e bactérias, ou seja, pode ser um processo infeccioso viral ou bacteriano.

Seus tipos podem ser:

Aguda: com curta duração.

Permanência de até uma semana com rouquidão, falha na voz ou voz um pouco rouca, é considerado normal. Chamamos de Laringite Aguda.  Para esses casos, anti-inflamatórios, gargarejos e bochechos são ótimos aliados para o tratamento.

Crônica: com longa duração.

Sintomas persistem por mais de uma semana, podendo surgir alguns problemas nas cordas vacais que atrapalham a voz permanentemente, como: calos ou tumores benignos. Para esses casos, devemos recorrer a um especialista, pois intervenções cirúrgicas podem ser necessárias.

Ao perceber o sintoma, o primeiro passo é procurar um médico otorrinolaringologista, que fará o diagnóstico dessa rouquidão por meio de simples exames da corda vocal, como por exemplo, a Nasofibroscopia (realizada no próprio consultório médico com uso de anestesia local), onde podemos saber se é um problema agudo ou crônico.

As dicas do especialista para auxiliar nesse processo são:

  • Gargarejos: sempre que fizer um esforço vocal (gritar demais) ao chegar em casa faça um gargarejo com agua morna e sal (um copo americano de água morna e uma pitada de sal), por pelo menos 30 segundos.
  • Repouso vocal: ficar em silêncio por um tempo considerável (período de sono, ou mais) faz com que a corda vocal desinflame, ajudando a voltar à voz mais rápido.

Importante!

Evite o uso de cigarros, principalmente durante o período em que se encontra com rouquidão, pois a fumaça passa direto pelas cordas vocais ressecando a área e causando irritação.

Beba bastante água, a hidratação é de extrema importância para manter as cordas vocais limpas e húmidas.

Você sabia?

Ingerir algo gelado não ocasiona uma inflamação, porém com certeza piora se se já temos algo começado.

1 responder

Deixe uma resposta

Quer participar?
Deixe o seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *