Orientações para Cirurgias

Pensando em sua segurança, conforto e tranquilidade no processo cirúrgico desenvolvemos conteúdos específicos para auxiliar você.

Ao agendar sua cirurgia, informe ao cirurgião ou ao serviço de anestesia do Hospital os medicamentos que está utilizando.

20 a 30 dias antes da cirurgia:

  • Caso utilize Convênio Médico, verifique com antecedência a necessidade de levar para a internação uma guia já autorizada, com senha ou protocolo.
  • O uso de medicamentos anticoagulantes (Marevan, Clexane, Clopidrogel, Ginkgo biloba, AAS (Ácido Acetil Salicílico), Engov, Doril, etc), devem ser interrompidos 15 dias antes da cirurgia, e não utilize qualquer medicamento sem prescrição médica;
  • A partir de 7 dias antes da cirurgia: Caso esteja gripado ou resfriado, com febre ou tosse, marque retorno com o seu médico, que irá avalia-lo e confirmar ou cancelar a cirurgia;
  • É necessário jejum de sólidos/líquidos de no mínimo 8 horas para realizar a cirurgia;
  • Caso faça uso de alguma medicação para pressão, tireoide ou calmante, deverá mantê-la até o dia da cirurgia e toma-la com apenas 5ml de água. Relate este fato ao anestesista;
  • Devido o uso de bisturi elétrico nas cirurgias, para sua segurança, o uso de qualquer material com metal e nylon é proibido durante as cirurgias, assim apliques ou outros materiais similares no cabelo ou cílios, devem ser removidos antes encaminhamento ao centro cirúrgico;

No dia da cirurgia:

  • Os cabelos devem estar secos, sem gel ou qualquer outro produto, e não passar cremes e hidratantes no corpo;
  • Retire adornos e ou apliques (brincos, piercing, anéis, pulseiras, colares, cílios postiços, peruca, cabelo com aplique e etc.) antes de vir para o Hospital;
  • Se o paciente utiliza lentes de contato e ou prótese dentária removível, retire antes da realização do procedimento cirúrgico;
  • Se apresentar qualquer sintoma que sugira alguma infecção (tosse, diarréia, vômito e especialmente febre) antes da cirurgia, comunique seu médico;
  • Se você é diabético, suspenda a medicação (antiglicêmico) no dia da cirurgia;
  • Se você é hipertenso, manter uso da medicação contínua no dia da cirurgia, e ingerir no máximo 50 ml de água;
  • Apresente os nomes das medicações que faz uso em domicilio, se houver;
  • Comparecer sem os esmaltes das unhas;
  • Chegue no mínimo com 2 horas de antecedência ao horário agendado do procedimento ou o orientado pelo médico;
  • Traga todos os exames realizados referentes à sua cirurgia, exemplo: exames de sangue (laboratório), eletrocardiograma, raio X, tomografia, ressonância, polissonografia, audiometria, ultrassonografia, nasofibrolaringoscopia e etc;
  • Apresentar no ato da internação:
    • Convênio: cartão do convênio, documento com foto, pedido médico (guia de solicitação de internação);
    • Particular: documento com foto e pedido médico, se houver;
  • Caso o médico tenha várias cirurgias marcadas para o mesmo dia, a ordem para a sua realização será priorizada pelo próprio;
  • Caso o anestesista constate que o paciente apresenta riscos para a anestesia – como secreção pulmonar, febre, tosse, crise hipertensiva, exames pré-operatórios insuficientes – a cirurgia será imediatamente suspensa;
  • Caso ocorra algum imprevisto e não se interne, avise seu médico e o hospital imediatamente;

Após a cirurgia: O paciente permanecerá por um período de aproximadamente uma hora e meia na sala de recuperação pós-anestésica (RPA), retornando ao quarto após a estabilização de suas funções vitais.

Horário de visitas:

Apartamento – das 7h às 21h, até dois visitantes simultaneamente. Nos demais horários, poderão permanecer dois acompanhantes, sendo que apenas um deles poderá pernoitar.

Enfermaria – das 15h às 17h, um visitante por paciente. Os pacientes menores de 18 anos ou maiores de 60 anos de idade poderão ser acompanhados por um responsável do mesmo sexo, inclusive para pernoite.

Em apartamentos e enfermarias: O acompanhante deverá se retirar para ceder vaga ao visitante. Não serão permitidos visitantes menores de 12 anos.

Na alta hospitalar:

Um responsável deverá acompanhar o paciente.

O paciente não deverá dirigir ou retornar para casa de transporte público, pois, no caso de alguma intercorrência, deverá retornar imediatamente para o hospital.