A tosse pode ser alerta para outras doenças

Ao contrário do que muita gente pensa, tosse não é tudo igual! A função da tosse é proteger o organismo, sendo um reflexo natural do aparelho respiratório em processos irritativos ou quando é necessário expelir corpos estranhos da garganta (no caso do engasgo, por exemplo).

De acordo com a Dra. Sheila Maria Cardinali Tamiso, existem vários tipos de tosse, que são provocadas por estímulos diferentes. “A tosse é um sintoma multifatorial. Embora possa receber tratamento simples quando ocorre em doenças comuns como gripes e resfriados, é preciso sempre investigar a causa da tosse, do contrário, ela pode gerar doenças mais graves, como problemas cardíacos”, afirma a especialista.

Os principais tipos de tosse são:

  • Alérgica

    Seca e persistente, ocorre após um processo alérgico a partir do contato com um alérgeno (pelos de animais, perfume, pólen de flores, ácaros, entre outros). Os sintomas que acompanham a tosse são coriza, espirro, coceira na garganta e nariz entupido. Para esses casos, é recomendado evitar exposição ao alérgeno e realização da higienização do nariz com soro fisiológico.

  • Pulmonar

    Um problema crônico, normalmente presente em fumantes, e pode vir acompanhada de pigarro.

  • Tosse por Refluxo

    A tosse também pode ser causada em decorrência do refluxo, que é um retorno anormal da alimentação que acontece quando a pessoa se deita e pode afetar a laringe e a faringe. Como prevenção, é ideal evitar doces e alimentos gordurosos e se alimentar de maneira leve com pelo menos duas horas antes de dormir.

A doutora também ressalta a importância de ficar atento às causas da tosse e procurar orientação de um especialista sempre que necessário: “não menospreze a tosse. Ingerir chás, pastilhas, xaropes e mel não tratam o problema. Esses artifícios podem passar a sensação de bem-estar e diminuição da irritação, levando a uma falsa percepção de que o sintoma desapareceu, quando na verdade está apenas escondido”, finaliza.

1 responder

Deixe uma resposta

Quer participar?
Deixe o seu comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *